Publicidade

BOCA LIVRE – (09/03/2018)

BOCA LIVRE – (09/03/2018)

Beto “Paz e Amor”

Em seu primeiro pronunciamento após a posse, o vereador Roberto Zeininger(PP) fez questão de enfatizar que não é vereador do prefeito João e nem tampouco do Partido Progressista, ele se apresentou como vereador do município. As perguntas que não querem calar: onde está aquele “Beto da Eco” que em tempos idos brigava pela Ouvidoria, pelo Procon e pelo sistema unificado de protocolo? Onde está aquele Beto da Eco que em tempos idos brigava pela moralidade administrativa? Nesta sua incomum e conveniente fase “Beto Light”, será difícil repetir os votos conquistados no último pleito.

 

 

Redes sociais viram pura diversão

É sempre divertido passear pelas redes sociais, principalmente pelo facebook. Lá encontramos pessoas que sem conhecer o assunto se arvoram de conselheiros e donos da verdade ao darem palpites nas postagens alheias. Nesta última semana foi impressionante a quantidade de pessoas que se posicionaram como defensoras do sistema Positivo, como se ele em algum momento tivesse sido atacado. Pessoas que compareceram à sessão da Câmara e que leram a matéria do Jornal de Corupá, afirmam que em nenhum momento foi questionada a qualidade do material, tanto pelo vereador Lairton quanto pelo jornal.

 

 

Ainda sobre o material da Positivo

Pelo que ficou claro no pronunciamento do vereador Lairton e reproduzido pelo Jornal de Corupá, o questionamento é sobre o motivo da não dispensa dos livros do MEC, o que evitaria despesa desnecessária ao FNDE(e nossa também). Outro ponto interessante é que, ao contrário do que foi postado por alguns “especialistas”, os livros do MEC não podem e não devem ser usados como complemento ao sistema Positivo que é completo e usa metodologia própria, conforme o site da própria instituição. Outro ponto destacado pelo vereador é sobre a evolução, ou não, do índice do INDEB, que só poderá ser verificado em 2020. Ressalte-se que o último índice divulgado já colocava Corupá acima da média do Instituto, tomara que o índice melhore.

 

 

Muito prazer, eu sou o facebook

O facebook é uma armadilha para todos e principalmente para os desatentos. Não é raro encontrarmos postagens antigas sendo compartilhadas como novas; postagens de apelo que começam com pedido de ajuda ou divulgação de amigo necessitado que sequer conhecemos; fuga de marginais já recapturados faz tempo, medicamentos ou produtos contaminados, e por aí vai. Não diferente disto o whatsapp também prega as mesmas peças. É importante verificarmos a veracidade da postagem antes de compartilhá-la e, uma forma disto é saber quem é a fonte ou se tem alguma fonte confiável compartilhando. Não se julgue a única pessoa que sabe “daquela informação recebida em primeira mão”, e nem tenha pressa em divulga-la para se exibir como “bem informada”.

 

 

Plano de Governo

Uma colaboradora desta coluna nos enviou uma cópia do plano de governo da atual gestão, e marcou os itens prometidos e não cumpridos até hoje, quinze meses após a posse. O que chama a atenção é que ela marcou estes itens com caneta marca texto amarela e acabou mudando a cor de fundo utilizada no impresso que passou a ser amarela com alguns pinguinhos azuis. Segundo ela, o que mais revolta é o descaso com a população e com os servidores públicos nas promessas registradas nas páginas 06 e 09 do referido plano. Ela prometeu que da próxima vez irá marcar os itens cumpridos, evitando o gasto de caneta.

 

 

 

O sucesso “10%” já era

Uma música que andou fazendo muito sucesso foi a “10 %”, interpretada pela dupla Maiara e Maraísa. Comenta-se em Corupá que o sucesso agora é “20%”, novo sucesso prestes a ser conhecido. A dúvida é se este sucesso será pelos autores ou pelos intérpretes, que estão prestes a serem conhecidos.

 

 

Quem leva a maior?

Tomando por base os resultados das eleições de 2014 onde Silvio Dreveck(PP) conseguiu 286 votos, e Darci de Matos(PSD) conseguiu 190, em Corupá, já existe bolão correndo na cidade e as apostas indicam que a maioria não vai esquecer o abandono deles pela cidade. Se fizerem o bolão para os deputados federais a situação não será diferente apesar da votação que receberam o Amin(PP) e o Décio Lima(PT), com 545 e 497 votos, respectivamente.

 

 

Gratidão é tudo

Apesar de não estarem no bolão, quem não esquece de Corupá e reconhece a votação recebida mandando recursos para cá são os deputados estaduais Chiodini(PMDB) com 3.583, e o Caropreso(PSDB) com 1.629. Outro eterno agradecido é o deputado federal Mauro Mariani(PMDB), pelos 4.601 votos recebidos, que acaba de conseguir emendas de R$ 500mil e outra de R$ 300mil para aplicação no turismo.

 

 

Antes tarde do que nunca

Mais do que merecida a homenagem feita ao Sr. Gervásio Zanghelini que vai ter o seu nome batizando o PSF 3. Este posto passa, a partir de agora, a ser conhecido como Unidade Básica de Saúde Gervásio Zanghelini. Difícil achar alguém que não tenha se emocionado com as imagens e texto mostrados na sessão da Câmara. Mais difícil ainda é encontrar alguém que discorde da homenagem.

 

Que homenagem foi esta ?

Ficamos na expectativa de que esta homenagem não receba a mesma atenção de uma outra feita para nomear a pista de skate que, por uma infindável briga judicial, encontra-se abandonada e em estado deplorável, colocando em risco os seus cada vez menos usuários. Seria possível uma ação na justiça onde o município providencie os reparos e mande a conta para a construtora? Um grupo de jovens praticantes de patinação já se dispôs a consertar a pista, mas foi impedido. Os jovens cada vez mais com menos opções de lazer.

 

Vende mais porque é fresquinho, ou é fresquinho porque vende mais?

Este era o slogan de uma campanha que anunciava um determinado produto alimentício, mas pode muito bem ser aplicado na situação da obra da rua Padre Gabriel Lux: a obra não termina porque não foi paga, ou não foi paga porque não foi concluída? Enquanto esta dúvida não é respondida, os moradores e usuários da importante via de acesso a um dos mais conhecidos cartões postais de Corupá ficam sofrendo e sendo expostos a riscos de acidentes. Esta obra, com menos de um ano de uso, expõe as mazelas de uma obra feita às pressas, sem um projeto decente e com fiscalização pífia.

 

Sessão maçante da Câmara

Seria interessante que os nobres vereadores tomassem uma atitude para tornar as sessões da Câmara mais atraentes ao público, ou menos maçantes. As leituras de projetos, de leis e outros tantos atos, cansam os ouvidos e afugentam os poucos corajosos que se dispõem a assistir sessões. Que tal abolir as leituras e disponibilizar o documento nas redes ou em editais para acesso pelos interessados? Depois não reclamem que os corupaenses não prestigiam.

0 1 299 09 março, 2018 Notícias Urgentes, Política, Slide março 9, 2018

1 comentário

  1. Gislaine Darossi

    Acho que informação e criticas são extremamente importantes, ainda mais quando se trata de politica, entretanto essa coluna não é para trazer informações e muito menos para trazer criticas pensadas, mas sim por puro prazer de apontar defeitos, que por ironia antes não havia. O autor não está destacado o que é errado, e enfim acho importante destacar o que acontecer na cidade, porém com maturidade e profissionalismo.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.