Publicidade

Longe de ser efetivo em seus atos, executivo não justifica sua despesa – Em dezoito meses despesa é superior a R$ 100mil

Longe de ser efetivo em seus atos, executivo não justifica sua despesa – Em dezoito meses despesa é superior a R$ 100mil

Desde que assumiu o comando de Corupá, esta administração tem recebido críticas pela sua baixa efetividade na forma de conduzir os rumos de um município com menos de dezesseis mil habitantes, segundo estimativa populacional do IBGE-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, para o ano passado.

Pelos números divulgados no Portal da Transparência, que transcrevemos abaixo, pode-se ter uma ideia dos valores gastos em passagens ou locomoção, e em diárias.

Estes números permitem diversas análises como, por exemplo, entender que as despesas com estes itens foram menores nos últimos vinte e quatro meses da administração anterior. Outra interpretação possível é a de que em dezoito meses da atual gestão estes gastos representam mais do que o dobro do verificado no final do mandato da administração passada.

Para que a interpretação destes números não fosse traída ou justificada pela inflação do período, apresentamos estes números também convertidos para o Dólar americano, cotação de dezembro de cada ano, e mesmo assim os números são expressivos.

Podemos ainda, também considerando os números divulgados no portal da transparência de Jaraguá do Sul, fazer outras análises, a partir do conhecimento de que, aquele município, com mais do que cento e setenta mil habitantes, gastou nos seis meses de 2018, R$ 106mil ou U$ 28mil, contra os R$ 41mil ou US$ 10.9 mil de nossa cidade, apesar de possuirmos onze vezes menos habitantes. Sem esquecer que com os recursos conseguidos pelo município vizinho eles estão demonstrando uma eficiência e uma eficácia das quais estamos muito longe, ao efetuarmos cálculo de recursos obtidos divididos pelos recursos gastos em sua obtenção.

Lembrando as diversas promessas de campanha em que o atual gestor municipal prometia sanear as contas públicas e alardeava a redução dos cargos comissionados para obter uma economia que o permitisse executar diversas obras, não é difícil entender o dano que a economia de Corupá vem sofrendo, e a situação crítica das contas das suas finanças.

QUADRO DEMONSTRATIVO DE DESPESAS COM PASSAGENS E DIÁRIAS

ANO PASSAGENS R$ DIÁRIAS R$ TOTAL R$ TOTAL US$
         
2015 9.528,59 26.024,45 35.553,04 9.184,46
2016 2.667,85 12.605,86 15.273,71 4.687,34
T O T A L     2015/2016 12.196,44 38.630,31 50.826,75 13.871,80
2017 14.043,75 48.514,89 62.558,64 18.914,75
JANEIRO/JUNHO 2018 10.021,91 31.349,77 41.371,68 10.965,19
T O T A L    2017/2018 24.065,66 79.864,66 103.930,32 29.879,94
JARAGUÁ DO SUL – JANEIRO/JUNHO 2018  

36.946,35

 

69.070,00

 

106.017,35

 

28.098,95

Pelos resultados obtidos, fica difícil justificar as despesas com viagens e diárias

0 0 397 05 julho, 2018 Notícias Urgentes, Política, Slide julho 5, 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.