Publicidade

CORUPÁ AGRADECEU NAS URNAS, O APOIO RECEBIDO

CORUPÁ AGRADECEU NAS URNAS, O APOIO RECEBIDO

Apenas o deputado Carlos Chiodini conseguiu se eleger

Encerrado o primeiro turno das eleições deste ano, é chegada a hora para juntar os caquinhos, analisar os passos dados, ou não, e decidir os rumos a serem tomados.

Centralizando este texto nos dois candidatos que mais trouxeram recursos para a nossa cidade, deputado federal Mauro Mariani e deputado estadual Carlos Chiodini, apesar de liderarem a votação em Corupá para o governo do estado e para a Câmara Federal respectivamente, ambos perderam votos, comparativamente com a eleição de 2.014. Se naquele ano Mauro Mariani conquistou 4.601 votos(55,66%) para a Câmara Federal, nestas eleições quando concorria ao governo do estado ficou com apenas 3.662(43,06%). O deputado Carlos Chiodini que em 2.014 se elegeu deputado estadual com os 3.583(42,02%) votos conquistados em nossa cidade, neste ano, apesar de eleito deputado federal, contou com apenas 3.031(36,36%) votos, bem abaixo dos 3.583(42,02) obtidos em 2.014.

Ainda no calor dos resultados do primeiro turno muitas análises foram feitas, e uma delas foi o crédito dado ao fenômeno Bolsonaro(PSL) que puxou votos para diversos candidatos de seu partido, e para os que mesmo sendo de outras siglas, declararam seu apoio a ele.

Ainda sobre Mauro Mariani, a grande decepção foi sua votação tanto em Joinville quanto Jaraguá do Sul, onde em ambos os municípios ficou na terceira posição.

O presidente em exercício do MDB de Corupá, Carlos Luiz Tamanini, fez uma análise vendo nos resultados do Mauro Mariani e do Carlos Chiodini, o reconhecimento pelos trabalhos que foram realizados por Corupá. Segundo Carlos Tamanini, eles sempre procuraram destinar recursos independente de siglas partidárias. O foco sempre foi o desenvolvimento do município, e a população reconheceu nas urnas.

“Em Corupá o Mauro Mariani foi o mais votado para governador, disparadamente com 43% dos votos, sinto pelo resultado a nível estadual que não foi o esperado e sei que o Mauro sempre olhou para todos os municípios.” analisou Tamanini, e finalizou, “para este segundo turno, a executiva do partido, em reunião, decidiu apoiar as candidaturas de Jair Bolsonaro e Comandante Moisés, para presidente e governador respectivamente. E após esse pleito, nos reuniremos para dar continuidade aos projetos com foco na eleição municipal de 2020.”