Publicidade

TRABALHO QUE DEVE SER CONCLUÍDO NO INÍCIO DO PRÓXIMO ANO ABRE ESPAÇO PARA A PARTICIPAÇÃO POPULAR

TRABALHO QUE DEVE SER CONCLUÍDO NO INÍCIO DO PRÓXIMO ANO ABRE ESPAÇO PARA A PARTICIPAÇÃO POPULAR

Estudo apresentou diversas surpresas, mostrando uma Corupá que poucos conheciam

Nesta terça-feira(09) foi apresentado o Diagnóstico Urbano, primeiro resultado do estudo sobre o Plano Diretor de Corupá, e que deve embasar o documento final previsto de ser entregue até fevereiro do próximo ano.

De acordo com este diagnóstico, é estratégico para as cidades que almejam a sustentabilidade que elas tenham um bom ordenamento territorial; promoção econômica; mobilidade para cargas e pessoas; um ambiente natural qualificado; um ambiente construído qualificado; promoção social; gestão participativa; e integração regional.

Neste primeiro levantamento, foi identificado que a área do município é de 410.974km2, e deste total, 24.204(5,88%) corresponde ao perímetro urbano, cabendo ao perímetro rural 386.770km2(94,12%). E aí tivemos a primeira surpresa com a informação de que, apesar de possuir 3.878 residências, aproximadamente 50% do perímetro urbano corresponde a vazios urbanos (áreas não utilizadas). Ao todo Corupá possui 5.496 residências.

O levantamento revelou que nossa cidade possui, como promoção social, três prédios dedicados, doze associações, quatro campos e quadras, três cemitérios, seis clubes, catorze estabelecimentos voltados à educação, dezesseis para o lazer, dois museus, dez órgãos públicos, oito na saúde, três de segurança e nove templos religiosos.

Ainda neste levantamento foram identificados vinte e quatro edifícios industriais e trezentos e quatro edifícios comerciais e de serviços, espalhados entre os doze bairros e a zona rural.

O secretário de desenvolvimento econômico, Cristiano Felipe Hack prevê que até o final de novembro aconteçam algumas implementações no estudo, inclusive como resultado das duas audiências públicas. A previsão de conclusão do trabalho e o consequente envio à Câmara para transformação em Lei ocorra no início de dois mil e dezenove.

Foto: Prefeitura de Corupá