Publicidade

Representantes de Corupá participaram da Conferência Intermunicipal dos Direitos da Pessoa Idosa

Representantes de Corupá participaram da Conferência Intermunicipal dos Direitos da Pessoa Idosa

A 2ª Conferência Intermunicipal dos Direitos da Pessoa Idosa, que aconteceu na quarta-feira (28), no Centro de Convivência de Jaraguá do Sul, reuniu mais de 300 participantes, entre idosos e pessoas envolvidas com políticas públicas para este público dos sete municípios da Amvali, dentre estes Corupá, que teve cerca de 20 participantes. A abertura contou com apresentações do grupo musical e do Coral da Terceira Idade de Jaraguá do Sul.

A representante dos idosos para o discurso de abertura da conferência, Marilena Arantes, 72 anos, foi aplaudida após falar sobre a importância do idoso para a sociedade, sobre como é difícil envelhecer e o quanto é importante o afeto da família que rodeia o idoso.

A primeira palestra teve como tema “Os desafios de envelhecer no século 21 e o papel das políticas públicas”, com o fisioterapeuta e professor universitário de ortopedia e traumatologia Norberto Adler Bäumle. O palestrante ressaltou o aumento da expectativa de vida no País, que nos últimos 80 anos aumentou 30 anos. Falou também sobre a importância das atividades físicas orientadas, desde a juventude até a terceira idade, aumentando a qualidade de vida do idoso. O fisioterapeuta ainda destacou que, conforme dados deste ano do IBGE, a expectativa de vida de Santa Catarina é a maior do País, com a média de 79,1 anos, o que reforça a importância da discussão de políticas públicas voltadas ao idoso.

A segunda palestra, da assistente social da Prefeitura de Schroeder, Silvania Ferreira, com experiência de 11 anos na área, abordou o papel das políticas públicas na vida do idoso, o que são e como funcionam e como uma conferência pode auxiliar em sua elaboração. A partir da Conferência Intermunicipal, haverá uma conferência estadual da pessoa idosa e, por fim, uma nacional, que reúne e resume os documentos apresentados nos mais diversos cantos do País, com os anseios e propostas dos idosos do Brasil.

O debate da conferência seguiu quatro eixos temáticos: Direitos fundamentais na construção/efetivação das políticas públicas (Subeixos: saúde, assistência social, previdência, moradia, transporte, cultura, esporte e lazer); Educação: assegurando direitos e emancipação humana; Enfrentamento da violação dos direitos humanos da pessoa idosa; Os Conselhos de Direitos: seu papel na efetivação do controle social na geração e implementação das políticas públicas. Durante a conferência também aconteceu a escolha dos delegados para a conferência estadual.

Fonte Prefeitura de Corupá – Áurea J. Arendartchuk