Publicidade

BOCA LIVRE – 30/11/2018

BOCA LIVRE – 30/11/2018

Ética, caráter, moral …….

Nunca se falou tanto nestas expressões quanto nas últimas sessões da Câmara de Vereadores de Corupá. A grosso modo, o “pai dos burros”, popularmente conhecido como dicionário, nos explica que ética é um conjunto de regras e preceitos de ordem valorativa e moral de um indivíduo, de um grupo social ou de uma sociedade

Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço

Este antigo ditado popular está mais atual do que nunca quando se vê alguns políticos clamando por ética, moral, caráter, acordos, pactos, fidelidade e outras coisas, direcionando dedos sujos para apontar as “sujeiras” dos outros.

Eu explico, perguntando

Onde está a ética quando seu partido faz parte de um bloco de oposição, ao mesmo tempo em que ocupa cargo no primeiro escalão do governo ? Onde está a ética quando seus candidatos fazem campanha prometendo falar pela população, e fazem acordos a portas fechadas, sem se importar com seus eleitores ? Onde está a ética quando o presidente de seu partido se reúne secretamente com um pseudo articulador do executivo, a quem se diz opositor, negociando outros acordos e rifando cargos? Conseguiu entender ?

Por falar ética e em rifa de cargo

Já está definida a próxima secretária de saúde de nossa cidade e, caso não haja alguma novidade, refletirá bem a tão apregoada ética. Nem falo nada, apenas escuto e observo. Início de 2019 que nos aguarde.

 Mulher traída

Causa espanto o papel de “mulher traída” que o MDB vem aceitando, sem espernear. Como na vida real, o mais estranho é que apesar de lhe mostrarem fotos, filmagens, gravações e tantas outras provas, não quer acreditar que o seu casamento com o PSDB já é página virada.

Outros tempos

O deputado federal Carlos Chiodini(MDB) esteve em Corupá e usando a tribuna da Câmara de Vereadores para agradecer a expressiva votação recebida e aproveitou para registrar um pouco da posição que manterá a partir de sua posse na Câmara dos Deputados.

Foi para isso que votei nele

Chiodini promete manter uma posição independente, apoiando ou não as medidas do governo federal, sempre considerando a vontade popular, em detrimento da posição partidária. Em seu discurso enfatizou a necessidade de se cortar na própria carne, dividindo a cota de sacrifício com a população. O Judiciário, o Legislativo e o Executivo têm que cumprir a sua parte.

Discurso pronto

Tentando novamente discursar de improviso, o vereador Alaor Duarte(PSDB) se perdeu no pronunciamento repetindo em demasia a mesma fala, no melhor estilo “como é que eu desligo isso?”. Em sua delirante fala chegou ao cúmulo de tentar dizer como o PP deveria ter feito e fazer. Ele apenas esqueceu que o PP, aquele que por decisão do MDB e do PSDB ficou fora do “bloco” e das votações de indicações enviadas ao executivo, desempenhou o único papel que lhe sobrou.

Discurso vazio

Não foi por falta de tentar provocar, mas no fim só restou o silêncio da vereadora Andressa Fischer(PP), em resposta às mesmices vazias do vereador Alaor(PSDB) que xingou, esperneou e, no fim, se rendeu ao ver que não teria qualquer reação, encerrando seu enfadonho pronunciamento. Chamou a atenção, e foi digna de elogios, a postura da vereadora.

Então finalmente é quase Natal

Com extensa e diversificada programação, hoje terá início aquela que deve ser a mais linda e aguardada comemoração de Natal de todos os tempos em Corupá. Envolvendo diversos segmentos da sociedade e incansáveis voluntários, o corupaense vai ganhar um belo presente que o fará se orgulhar de nossa cidade.

Teve gente que comemorou

Foi estranha a comemoração de algumas pessoas que justificaram sua euforia alegando que o ex-prefeito Tamanini havia se manifestado e tomado as rédeas para apaziguar e resolver a briga na Câmara de Vereadores. Mais estranho ainda foi que ninguém da executiva municipal da sigla sabia disso e não escondendo as risadas, desmentiam a informação alegando que isso deveria ser mais um delírio dos perdedores.

A verdade deve ser dita

Uma coisa tem que ficar bem claro nessa história toda, o MDB seguirá no comando do Legislativo e ponto final. Dificilmente o ex-prefeito se manifestaria para salvaguardar um acordo feito com um partido que foi o primeiro a roer a corda. Além disso, qualquer posição que não seja a neutralidade, acabará por atingir ainda mais o seu partido, aumentando um racha surgido ainda nas eleições passadas.

Novos tempos virão

Assim como estão sendo aguardadas diversas mudanças a nível federal, previstas de ocorrer a partir de janeiro do próximo ano, alguns servidores da Câmara de Vereadores de Corupá, bem mais modestos, aguardam que algumas mudanças já sejam sentidas por aqui logo após as eleições da mesa diretora da casa, principalmente a queda da monarquia, se é que me entendem.

A paz voltou a reinar

Finalmente a paz voltou a reinar e novos ares podem ser respirados na Associação dos Bombeiros Voluntários de Corupá, com a recente troca no comando da entidade. Segundo dizem, chega a ser impressionante a procura de ex-voluntários querendo voltar a fazer parte da gloriosa corporação. Parabéns BVC.