Publicidade

Publicidade

BOCA LIVRE – 09/08/2019

BOCA LIVRE – 09/08/2019

Iniciativa do Bem!

Louvável a iniciativa de pessoas que procuram ajudar a comunidade sem retorno financeiro ou de créditos. Falo isso porque tenho visto voluntários que simplesmente organizam outros pais, amigos para fazer uma manutenção, limpeza, pintura, enfim estas melhorias, como a exemplo na Creche Franz Dorn no Ano Bom. O Clube HLera se reuniu e foi lá e fez. Sei que não foi só nessa unidade que recebeu os cuidados do clube. Parabéns a todos, independente quem os sejam, mas que fazem a diferença. 

Novo sistema

No dia 01 de agosto a prefeitura de Corupá “inaugurou” o novo sistema de gestão de toda a administração. Segundo informações para o próximo ano o contribuinte poderá acessar o portal da prefeitura e retirar o seu IPTU, como também o alvará para fazer os pagamentos nas instituições financeiras. A promessa que os mais de 246 mil reais gastos facilitarão e também haverá um maior controle. Vale lembrar que o antigo sistema da Betha foi contratado ao valor de R$ 106 mil reais em dezembro de 2014.

Comissionados

Uma olhadinha rápida no Portal da Transparência da prefeitura – que agora mudou de visual – somei 57 cargos comissionados, sendo que dois iniciaram este mês. Adilson Oliveira na Secretaria de Esportes, Turismo e Lazer e também Alvaro Melchert para ocupar o cargo de coordenador de serviços.

Comissionados II

Já fiz essas contas em outras edições da coluna, mas é interessante sempre abordarmos o assunto, principalmente quando o plano de governo do atual prefeito Gottardi era o corte de trinta cargos em comparação a administração anterior. Bom, uma olhadinha novamente no Portal da Transparência descobri que em novembro de 2016 – administração anterior – eram 47 cargos sendo ocupados. Portanto 47 – 30 que seria o corte proposto em campanha é igual a 17.

Comissionados III

Se aprofundarmos ainda mais essa conta, portanto seriam segundo sua promessa 17 cargos, mas hoje tem 57 comissionados, portanto 40 a mais. E ainda o atual prefeito proferiu que o valor de cada comissionado seria 8 mil reais. Vamos as contas: 40 X 8 mil reais = 320 mil reais por mês seria o valor esses comissionados a mais. Multiplicamos por 13 meses (décimo terceiro) = R$ 4.160.000,00, somente em um ano. Sabemos que o valor não é 8 mil e nem que todos recebem esse valor. Mas vale ressaltar que se o negócio continuar embalado assim, será necessário e instalação de sinaleiras nos corredores.

Dinheiro público

Devemos sempre ficar atentos a todos os gastos com o setor público, é dinheiro dos nossos impostos que muitas vezes são gastos sem o devido cuidado. Um exemplo disso é o deputado e Pastor Marco Feliciano (Podemos-SP) ele gastou 157 mil reais com o tratamento odontológico e solicitou para a Câmara dos Deputados o reembolso. A justificativa do parlamentar para o pedido, aprovado pela Casa, foi a necessidade de corrigir um problema na articulação da mandíbula e de fixar coroas e implantes. E o pior disso tudo, ele recebeu o reembolso.

Agrotóxicos

Dois projetos de lei apresentados no primeiro semestre, Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), pelos deputados Padre Pedro Baldissera e Luciane Carminatti, ambos do PT, podem causar discussões. O projeto de Padre Pedro quer proibir a fabricação e a comercialização do Diclorofenoxiacético (2,4-D), produto que ficou conhecido como agente laranja e era usado como desfolhante pelo exército dos Estados Unidos. O produto é utilizado para controle de ervas daninhas conhecidas como folhas largas. Já o projeto da deputada Luciane pretende proibir a pulverização aérea de defensivos agrícolas nas plantações em Santa Catarina. A medida poderia afetar plantações como a de banana no Norte do Estado e no Vale do Itajaí. Os projetos ainda precisam passar pelas comissões.

Na área

Desde a semana passada iniciaram na secretaria de agricultura a nova médica veterinária Marta Leitzke e o técnico agrícola Charles Adenir Baer. Após um longo período sem os profissionais agora os agricultores do município voltaram a ter o apoio.

Soltando fogo pelas ventas

Um passarinho, que estava se empapuçando de pão com chimia no tratador, deixou escapar que o prefeito, estaria soltando fogo pelas ventas com o desinteresse de seu secretário em ser candidato a vereador na próxima eleição. Antes mesmo que esse passarinho empapuçasse com chimia, deixou escapar que o Primeiro Ministro estaria usando a reflexão junto aos secretários – ou é candidato, se não, está fora – será?

Soltando fogo pelas ventas II

Segundo ainda esse passarinho, um (a) secretário (a) já foi “visitada” pela dupla – Flô e & Primeiro Ministro – e junto os nomes prováveis para ocupar a cadeira, caso não aceitasse a proposta. Aínda, esses nomes girariam em duas diretoras de escolas do município. Será?

Sem apoio

O prefeito Gottardi fez uma troca um tanto estranha quando resolveu sair do PP, que tem 3 vereadores, para o PSD que não tem nenhuma representação na casa de Leis. Com isso o PP acabou se aproximando do MDB, são 4 vereadores, e consequentemente o PSDB, com 2 vereadores, aproximou-se do paço municipal. A troca ficou 3 por quase 2 em termos de apoio. E tem mais, a falta de diálogo entre os poderes é evidente e sem falar com o seu vice. Uma pessoa que não consegue resolver suas diferenças em seu meio não terá sucesso em sua jornada. Infelizmente! 

Gás de cozinha

A diretoria executiva da Petrobras aprovou nesta segunda-feira (5) a revisão de sua política de preços do gás liquefeito de petróleo (GLP) de uso residencial, o gás de cozinha, comercializado em botijões de até 13 kg, incluindo botijões de menor capacidade como, por exemplo, de 5 kg e 8 kg que já atendem à demanda por menores volumes. Na nova política de preços de GLP, os reajustes passam a ser realizados sem periodicidade definida, de acordo com as condições de mercado e da análise dos ambientes interno e externo.

Cheque especial

O uso do cheque especial, modalidade de crédito mais cara para as famílias, continua alto – mesmo após o anúncio da autorregulação, estratégia adotada por bancos há pouco mais de um ano. A medida entrou em vigor em julho de 2018 e estabelece a oferta automática de parcelamento mais barato para consumidores que usam mais de 15% do limite por 30 dias consecutivos.