Publicidade

Publicidade

Cidasc promove exercício simulado de plano de contingência de praga em Banana

Cidasc promove exercício simulado de plano de contingência de praga em Banana

A Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (CIDASC), sediará de 26 a 28 de novembro de 2019 o 2° Exercício Simulado de Emergência Fitossanitária no estado de Santa Catarina. O exercício prático será realizado em Corupá e terá como tema o Mal do Panamá raça 4 tropical (Foc R4T) na cultura de banana.

O Mal do Panamá raça 4 tropical (Foc R4T), causado pelo fungo Fusarium oxysporum f. sp. Cubense raça 4 tropical é uma doença que ataca bananais e foi detectada recentemente na Colômbia. Trata-se de uma das doenças mais destrutivas e temidas na cultura. Além da bananeira, o fungo ainda tem como hospedeiros alternativos helicônias e algumas espécies de plantas daninhas.

O fungo, atualmente, é classificado como praga quarentenária ausente no Brasil, ou seja, trata-se de uma espécie que não ocorre no território brasileiro, o que mostra a importância da realização de um Exercício Simulado de Emergência Fitossanitária. Alexandre Mees, Gestor do Departamento Estadual de Defesa Sanitária Vegetal (CIDASC), salienta que a detecção da praga no continente sul americano (Colômbia) acende o alerta para a possibilidade de introdução da praga no Brasil. “O exercício simulado é uma forma eficiente de treinar a equipe que atua na defesa sanitária vegetal do estado de Santa Catarina e, também integrar a comunidade, produtores, profissionais e instituições”, completa Mees.

O evento tem como proposta a prática e discussão dos procedimentos operacionais padrão (POPs), elaborados pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) e Embrapa, a partir da Instrução Normativa 43/2018 do MAPA.

Entre os participantes do exercício simulado estarão profissionais da defesa sanitária vegetal da Cidasc, extensionistas e pesquisadores da Epagri, representantes do MAPA, de Órgãos Estaduais de Defesa Sanitária Vegetal de outros Estados e responsáveis técnicos das associações de bananicultores da região.

O exercício simulado de emergência fitossanitária será composto por um Seminário que abordará sobre o Mal do Panamá raça 4 tropical, legislação do MAPA e exercício prático. As atividades acontecerão em propriedades produtoras de banana onde os participantes executarão os procedimentos previstos para a contenção da doença. As ações desenvolvidas serão discutidas para posterior elaboração do relatório do Exercício Simulado.

“Serão aproximadamente 10 propriedades que faremos o simulado, vale ressaltar que a doença não se encontra no Brasil, mas é uma medida de prevenção caso chegue, pois em outros países que a doença também não a tem, já são realizados. O simulado orienta a produtor a atuar diretamente na planta, com medidas biológica e evitando que a doença se espalhe para toda a propriedade”, explica Mees.

Programação:

26/11 – Seminário sobre o Foc R4T – Hotel Fazenda Estância Ribeirão Grande, em Jaraguá do Sul, (aberto aos profissionais ligados a cadeira produtiva da banana). Necessária inscrição prévia.

27 e 28/11 – Exercício prático: Propriedades Rurais localizadas em Corupá. (restrito aos órgãos de defesa sanitária vegetais e convidados).

Informações podem ser obtidas pelo e-mail: dedev@cidasc.sc.gov.br ou telefone (48) 3665 7300.

Foto Eduardo Montecino