Publicidade

Publicidade

Estação de Tratamento de Água de Corupá começa a se tornar realidade

Estação de Tratamento de Água de Corupá começa a se tornar realidade

O investimento de R$ 2,5 milhões será custeado com recursos do FINISA-Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), obtido junto à Caixa Econômica Federal

Desde os primeiros dias de 2020 iniciaram as obras de terraplanagem no local onde será construída a nova ETA – Estação de Tratamento de Água de Corupá, ao lado da antiga.

A obra de construção da nova ETA, que será em concreto armado, iniciou esta semana pela Construtora e Incorporadora Jaraguá Ltda, previsto para finalizar em outubro deste ano.

Com investimento próximo dos R$ 2,5 milhões, custeado com recursos do FINISA-Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), obtido junto à Caixa Econômica Federal, terá capacidade para tratamento de 60 litros/segundo fazendo com que o fornecimento não chegue em seu limite.

“Atualmente com a antiga ETA, temos a capacidade de trata somente 24 litros/segundo de água, uma realidade muito inferior do que é realmente consumido em horários de pico que fica entre 56 ate 57 litros/segundo. Graças aos reservatórios, conseguimos mante o fornecimento nesses picos que sempre são nos finais dos dias e finais de semana, principalmente em dias de sol”, explica o presidente da Águas de Corupá Renato Lira.

Lira explicou que a antiga ETA, que é do tempo da Casan, está comprometida podendo deixar de operar, pois teria aproximadamente 40 anos. “Desde 2012 o ex-prefeito Tamanini já tinha previsto a uma nova ETA a qual adquiriu o terreno onde hoje será construída a nova, assim Corupá terá uma projeção de fornecimento para os próximos 30 anos, mantendo o desenvolvimento estimado”, complementa.

Outros investimentos

Além da nova ETA, a Águas de Corupá está investindo na instalação de dois novos booster: um no bairro Itapocu outro no Bomplandt. “Com a instalação deste booster no Itapocu garantirá o fornecimento de água com pressão para a estrada Caimão que após já poderão solicitar a ligação para as casas e no Bomplandt é um outro problema que resolveremos com a instalação deste booster, um pedido da população que enfim estaremos atendendo”, explicou Renato Lira, presidente da Águas de Corupá.

Municipalização

Após 30 anos sob o comando da Casan no abastecimento de água, no dia 30 de setembro de 2009 o então prefeito Luiz Carlos Tamanini decretou estado de emergência para resolver os problemas com a falta no abastecimento de água em todo o município. A qual resultou no rompimento com contrato com a Casan e aconteceu a municipalização, passando a se chamar Águas de Corupá.

Na época as 2.950 ligações ficavam constantemente sem água nas torneiras e o problema vinha se agravando. Para resolver e atender a demanda foi construída uma nova captação de água através de bombas instaladas ao lado da ponte sobre o rio Ano Bom e a empresa Serrana, atual EBS, foi contratada para cuidar de toda a operação no tratamento e concertos dos inúmeros rompimentos de tubulações.

Atualmente são atendidos 4.108 entre residências, comércios e indústrias.