Publicidade

Publicidade

BOCA LIVRE – 17/01/2020

BOCA LIVRE – 17/01/2020

Pavimentação

Em Jaraguá do Sul, – chega a dar inveja, mas aquelas boas tá – são 28 ruas que estão em andamento a pavimentação e ainda 11 já estão previstas para iniciar nos próximos dias. Já em Corupá a promessa das 40 ruas ainda não teve início. Se tiver iniciado alguma, manda uma “whats” para o JDC para registrarmos na próxima edição.

Concurso público

Uma oportunidade é o concurso público da Prefeitura de Jaraguá do Sul que pretende preencher as 268 vagas, sendo a maioria na área de educação. Os salários variam entre R$ 1.652 para agente de manutenção a R$ 16.309 para clínico geral de 40 horas. O valor da taxa de inscrição, que encerra na próxima segunda-feira, dia 20, para os cargos de nível de ensino fundamental é de R$ 40,00, R$ 80,00 para os cargos de nível de ensino médio e R$ 100,00 para os cargos de nível superior. Mais informação site do Instituto Ânima Sociesc na Internet, no endereço eletrônico https://sociesc.selecao.net.br

Femusc

No próximo domingo (19), inicia a 15ª edição do Festival de Música de Santa Catarina e serão 14 dias de muita música. O maior festival-escola de música da América Latina movimenta estudantes de todo país e do exterior e muda a rotina de toda a região. O primeiro concerto do 15° Festival de Música de Santa Catarina vai acontecer no domingo, 19, às 20h30. O repertório inclui compositores como Franz Joseph Haydn, Giuseppe Verdi, Tom Jobim e Dorival Caymmi. Na sequência, às 22h, ainda tem mais música na série Happy Hour, que acontece no Café do Centro Cultural Scar.

Femusc II

Os ingressos para a abertura podem ser adquiridos antecipadamente pelo site www.femusc.com.br. Eles custam R$ 50 (inteira), R$ 40 (sócios) e R$ 25 (meia). Além disso, serão distribuídas entradas gratuitas nas 48 horas que antecedem o concerto. A retirada deve ser feita na secretaria da Scar.

assédio é “direito” das mulheres e “massageia o ego”

São palavras do deputado estadual Jessé Lopes (PSL), e causaram muita polêmica após postar em sua rede social, no final de semana, uma crítica ao movimento “Não é não!”, de combate ao assédio. Criado em 2017, no Rio, o grupo atuará pela primeira vez no Carnaval de Florianópolis. “Não sejamos hipócritas! Quem, seja homem ou mulher, não gosta de ser ‘assediado(a)’? Massageia o ego, mesmo que não se tenha interesse na pessoa que tomou a atitude”, escreveu o deputado.

assédio é “direito” das mulheres e “massageia o ego” II

O movimento — que deve atuar em 15 Estados neste Carnaval — pretende distribuir tatuagens temporárias com a mensagem “Não é não!” e está em busca de recursos, por meio de doações. Para Lopes, contudo, trata-se de um “movimento segregador”. “Após as mulheres já terem conquistado todos os direitos necessários, inclusive tendo até, muitas vezes, mais direitos que os homens, hoje as pautas feministas visam em seus atos mais extremistas TIRAR direitos. Como, por exemplo, essa em questão, o direito da mulher poder ser “assediada” (ser paquerada, procurada, elogiada…). Parece até inveja de mulheres frustradas por não serem assediadas nem em frente a uma construção civil”, postou o parlamentar.

assédio é “direito” das mulheres e “massageia o ego” III

Esta não é a primeira polêmica em que Lopes se envolve. Em maio do ano passado, durante a discussão sobre um projeto de lei de combate ao assédio sexual e à cultura do estupro em Santa Catarina, o deputado afirmou que as mulheres deveriam prestar atenção às roupas que usam para não chamar atenção de estupradores.

Impeachment

A situação do governador Carlos Moisés (PSL), juntamente com vice Daniela Reinehr e o secretário estadual da administração Jorge Eduardo Tasca estão com os nomes protocolados em um pedido de impeachment entregue à Assembleia Legislativa do Estado na segunda-feira (13). O defensor público estadual Ralf Guimarães Zimmer Junior foi quem protocolou o pedido. Ele alega que o trio cometeu crime de responsabilidade ao conceder aumento salarial para os procuradores do Estado por meio de decisão administrativa, de forma sigilosa, para segundo o defensor, impedir a fiscalização da medida pelos órgãos de controle, como a Alesc, e pela sociedade. Ainda de acordo com Zimmer, o prejuízo estimado com esse aumento pode passar dos R$ 8 milhões aos cofres estaduais.

Impeachment II

Agora, o documento de 135 páginas que foi recebido pelo presidente da Assembleia Legislativa Júlio Garcia (PSD), deve ser avaliado pela Procuradoria do parlamento catarinense. Se o pedido atender aos requisitos legais, o governador será informado e terá 15 dias para apresentar informações.

Impeachment III

Em nota divulgada para a imprensa, o Governo de Santa Catarina afirma que o aumento salarial para a categoria atende a uma decisão judicial transitada em julgado. Segundo o comunicado, o crime de responsabilidade se configuraria caso a determinação da Justiça fosse descumprida. Além disso, o governo sustenta que o “o mandado de segurança coletivo proposto por associação de classe alcança todos os associados, sendo irrelevante a data de associação, conforme consolidada jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça”

DPVAT

O ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), voltou atrás e decidiu restabelecer a norma do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) que reduz o valor do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT). Toffoli alegou urgência na decisão porque o calendário de pagamento do DPVAT começou na quinta-feira (9). Ele havia concedido liminar no dia 31 de dezembro, atendendo um pedido da seguradora Líder, mantendo o prêmio do seguro.

DPVAT II

Com isso a medida, o valor do DPVAT volta a ser de R$ 5,21 para carros de passeio e táxis e R$ 12,25 para motos. Por causa da decisão, haverá uma queda de 68% no valor do seguro obrigatório para carros e 86% para motos. O valor cobrado em 2019 foi de R$ 16,21 para carros e R$ 84,58 para motos. Na reconsideração, o ministro atendeu pedido da União, que afirma não ser verdade que a redução do valor torne inviável o DPVAT, como alegou a seguradora Líder, consórcio de empresas que administra o seguro obrigatório.

Especuladores

Na coluna da semana passada, divulguei algumas cantaroladas de que o prefeito João (PSD), – por não ser candidato, assim anunciando pelo político – apoiaria o ex-vereador e médico Marcel F. Gonçalves ou até mesmo o ex-prefeito Kutcha para a eleição municipais deste ano para prefeito. Esta semana divulgado pelo Portal Tim Francisco, que o presidente do PSD Celso Maravilha teria colocado o nome a disposição do partido para a disputa a prefeito ou até a vice em uma provável composição.

Especuladores II

Contrariando as passarinhadas e alguns especuladores, tenho visto uma movimentação que até não me surpreendeu. Mas, que está indicando um outro cenário para a eleição municipal. Já dizia o ditado “onde há fumaça há fogo”, e por fim quem realmente disputará será o que mais nega a disputa. Isso mesmo, vai tentar a reeleição.