Publicidade

Publicidade

Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, neste sábado é o dia D

Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, neste sábado é o dia D

A vacinação contra a doença foi ampliada e pessoas de seis meses a 49 anos de idade devem tomar a dose

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, que acontece em todo o país, segue imunizando até o dia 13 de março, terá neste sábado, dia 15, o dia D da campanha.

Em Corupá, o Dia D da Vacinação contra o Sarampo funcionará direto das 8h às 17h – sem fechar para intervalo. Somente dois postos estarão abertos para atender a comunidade neste plantão: a unidade básica de ESF 3 (Estratégia Saúde da Família), da Rua Nereu ramos, 401, no Centro do Município; e o ESF 4, que fica na Rua Carlos Rutzen, 75, no bairro Vila Isabel.

“Já os responsáveis por crianças menores de cinco anos devem procurar somente a unidade básica do Centro (ESF 3) no Dia D da Vacinação”, orientou ainda a gerente da Vigilância em Saúde Giovana Odvazny.

Nos demais dias o atendimento vai ocorrer das 7h30min às 11h15min, e das 12h30min até 16h15min. No entanto, as senhas de distribuição para a vacinação serão entregues sempre até 16h. Após este horário, só quem já estiver na fila poderá tomar a dose.

Em Jaraguá do Sul, das 27 unidades, cinco não fornecerão a vacina: Águas Claras, Vieira, Tifa Martins, Ribeirão Cavalo e Três Rios do Norte. A orientação para estes casos é procurar a próxima unidade de saúde mais perto da sua residência. No sábado (15), “Dia D” de mobilização nacional, as salas de vacinação estarão abertas das 8 às 17 horas.

Casos da doença

Neste ano, em Santa Catarina, a vacinação contra a doença foi ampliada e pessoas de seis meses a 49 anos de idade devem tomar a dose. A medida se fez necessária por conta dos números preocupantes registrados entre 2019 e janeiro de 2020. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, Santa Catarina confirmou 319 casos de sarampo em 39 municípios. A maioria dos pacientes tem entre 15 e 29 anos.

Em Jaraguá do Sul, no ano passado foram registrados 13 casos da doença. E este ano, 1º de janeiro e 7 de fevereiro, dos sete casos suspeitos registrados pela Vigilância Epidemiológica dois foram confirmados e há três casos aguardando resultado. “É importante que as pessoas tragam a carteira vacinação para colocar todas as doses em dia, inclusive a de febre amarela, com um caso confirmado na cidade, no mesmo período”, explica a chefe de imunização da Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul, Ana Cristina Kneipp.

Corupá não registrou casos da doença, informou a Secretaria Municipal de Saúde.

Carteira de vacinação

É importante levar a carteirinha de saúde ou a carteirinha de vacinação, principalmente no caso de crianças. O processo é muito mais ágil com os documentos em mãos. Caso o morador não tenha, a orientação é se dirigir aos postos de saúde mesmo assim, para verificação.

Aos que não se lembram se tomaram a vacina em algum momento da vida, e não possuem mais a carteirinha, procure uma unidade básica de saúde da mesma forma. Uma nova dose não faz mal à saúde, explicou a gerente administrativa da Vigilância em Saúde, Giovana Odvazny.