Publicidade

Publicidade

Associação Empresarial de Guaramirim é contra prorrogação do isolamento

Associação Empresarial de Guaramirim é contra prorrogação do isolamento

Entidade divulgou nota em que propõe a retomada das atividades econômicas, com os comércios e prestadores de serviço operando com 50% dos funcionários

NOTA OFICIAL

POSIÇÃO EMPRESARIAL DA ACIAG – Associação Empresarial de Guaramirim

“A ACIAG se solidariza com o grave momento em que vivemos e compreende a necessidade dos cuidados em relação aos enfrentamentos, não só dos catarinenses, mas do mundo, frente ao covid-19, contudo manifestamos nossa preocupação com a paralisação das atividades econômicas, que certamente trarão consequências tão graves, que neste momento não estão sendo mensuradas.  Defendemos a preservação da vida, contudo acreditamos que as atividades econômicas devam ser gradativamente e imediatamente retomadas, pois os reflexos na economia e na sobrevivência de muitos negócios, poderão apresentar resultados negativos imensuráveis, tanto para os empresários quanto para os empregados. Propomos a exemplo das indústrias, que os comércios e prestadores de serviço possam operar com 50% dos funcionários, aplicando-se as orientações das autoridades de saúde. Dito isso, a ACIAG manifesta-se contrária a prorrogação do período de isolamento a conta gotas. Nosso objetivo é contribuir para a manutenção dos empregos e sobrevivência das empresas locais, bem como, defender o equilíbrio entre o necessário para a preservação da saúde da população e a manutenção da atividade econômica para a conservação do emprego e renda de milhares de famílias. Cabe ressaltar que a entidade não medirá esforços para auxiliar, apoiar e divulgar ações responsáveis de combate ao covid-19, no sentido de evitar o contagio, realizando companhas conjuntas com demais entidades, buscando preservar os grupos de risco, atender as necessidades de distanciamento e limite de acesso das pessoas nos estabelecimentos, uso do álcool gel e higienização das mãos e dos ambientes. Em paralelo a isso, e não menos importante, se faz necessário que as mais diferentes esferas de governo (federal, estadual e municipal) emanem ações concretas e imediatas de apoio à sobrevivência de empregadores e empregados, destacando-se iniciativas de parcelamento e adiamento do pagamento de tributos, oferta de créditos, em condições condizentes com a crise ora instalada. Como sempre, a ACIAG se coloca à disposição da classe empresarial, do governo e da sociedade guaramirense para aprofundar discussões e buscar alternativas conjuntas para minimizar as crises que ora se apresentam. Guaramirim/SC, 31 de março de 2020.”

Fonte http://rbnfm.com.br/