Publicidade

Publicidade

Vigilância Sanitária alerta para uso indevido de álcool combustível

Vigilância Sanitária alerta para uso indevido de álcool combustível

A Vigilância Sanitária de Jaraguá do Sul emitiu alerta nesta semana sobre o uso indevido de álcool combustível, diluído com água, para uso doméstico e em estabelecimentos comerciais, inclusive para higienização das mãos. O órgão explica que o álcool combustível não é apropriado para este fim porque pode conter outros componentes, como metanol e hidrocarbonetos, que colocam em risco a saúde humana. A fiscal de Vigilância em Saúde Marisa dos Santos Ziembikiwicz, destaca que os locais adequados para comprar álcool 70% para as mãos são as farmácias, mercados e supermercados, tendo o consumidor que ficar atento ao rótulo de “uso doméstico”, com nome e CNPJ da empresa fabricante.

Álcoois com concentração maior do que 70% – caso do álcool combustível -, ou abaixo desse valor, não são eficientes no combate ao coronavírus. O etanol de posto tem uma concentração acima de 90%. Dessa forma, o álcool evapora rápido demais, antes do tempo necessário para a sua ação contra o vírus.

Uso pode causar irritação na pele

O álcool combustível pode provocar irritação na pele. Em contato com os olhos, pode causar irritação severa. Já a contaminação por metanol – que pode ser absorvido pela pele – pode originar, em casos graves, cegueira e morte.

Estabelecimentos podem receber multa ou ser interditados

A gerente de Vigilância Sanitária Nilceane Costa adianta que os estabelecimentos que estiverem utilizando álcool de posto de combustível ou álcool sem a comprovação de indústria específica para uso doméstico será penalizado pela Vigilância Sanitária com multa ou interdição por medida cautelar.