Publicidade

Pronto-Atendimento 24 horas de Corupá passar a ser administrado por organização social

Pronto-Atendimento 24 horas de Corupá passar a ser administrado por organização social

Associação Ibhases assume unidade de saúde nesta segunda-feira, 1° de junho

O Pronto-Atendimento 24 horas de Corupá passa a ter nova administração a partir desta segunda-feira, 1º de junho. A Associação de Assistência Social e Educacional Liberdade – IBHASES, organização social sem fins lucrativos de São José (SC), assume o gerenciamento, operacionalização e execução das ações e serviços da unidade de saúde.

O contrato entre Prefeitura e organização social foi assinado na semana passada, após processo licitatório que teve início em março deste ano. A Ibhases foi a única instituição que se adequou ao processo e se candidatou para gerir o PA 24h. De acordo com o contrato, a Administração Municipal irá repassar R$ 2.753.168,71 ao ano, ou seja, R$ 229.430,73 por mês para a organização social. A Ibhases será responsável por todos os serviços do pronto-atendimento: desde gestão pessoal, serviços médicos, emergência e raio-x.

Na última sexta-feira (29), a associação foi apresentada oficialmente aos funcionários do PA. Segundo o presidente da Ibhases, Sandro Andretti da Costa, o quadro de funcionários que, em sua maioria, são moradores de Corupá, será mantido. “Vemos com muita importância o fato de os colaboradores serem da cidade. Faz toda a diferença no atendimento. Eles conhecem a população, se importam com ela. E o que desejamos agora é melhorar onde for preciso”, destacou o responsável pela organização social.

O atendimento continuará o mesmo à população: qualquer morador pode procurar o PA, 24 horas por dia, para situações de emergência, urgência e de risco à saúde. Neste período de pandemia do Coronavírus, quem apresentar sintomas gripais deve procurar urgentemente o pronto-atendimento para averiguação.

“A contratação de uma organização social para administrar o PA 24h vai dar mais fôlego para a Secretaria de Saúde se dedicar na atenção básica do Município, nos serviços prestados pelos programas da Estratégia Saúde da Família (ESF). Além de que vai facilitar processos de contratação de médicos e outros profissionais para o PA, e agilizar assim o atendimento direto à população”, explicou o secretário de Saúde de Corupá, Michael Marques.

Intervenção

O PA 24h de Corupá passou por uma intervenção municipal em outubro de 2019, após o Instituto Civitas – a organização social que administrava a unidade de saúde desde 2018 – encerrar suas atividades. Um contrato emergencial foi assinado no mesmo mês com a empresa Atual Médica Gestão de Saúde.

Sobre a organização social

A Associação de Assistência Social e Educacional Liberdade – IBHASES, é de São José, Santa Catarina, e foi criada há mais de dez anos como organização social. Atualmente ela atua na gestão do Centro de Saúde Ampliado de Imaruí, no Sul do Estado, e na gestão compartilhada da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade de Paraibuna, em São Paulo, onde gerencia serviços semelhantes aos que serão executados em Corupá.

Em São José, a Ibhases é a responsável pelo Abrigo Casa de Apoio Liberdade, onde são acolhidos homens em situação de vulnerabilidade, que recebem ajuda para serem reinseridos na sociedade. Já em Florianópolis, a Comunidade Terapêutica Liberdade realiza o acolhimento de pessoas com transtorno decorrentes do uso ou dependência de drogas e álcool.

Fonte: Assessoria de Imprensa / Prefeitura de Corupá