Publicidade

Publicidade

Ações contra a Dengue são intensificadas esta semana

Ações contra a Dengue são intensificadas esta semana

A Secretaria Municipal de Saúde de Corupá integra esta semana, junto com os demais municípios catarinenses, a Semana de Mobilização para o Controle do Aedes Aegypti 2018. A mobilização integra o Programa de Controle da Dengue e vai marcar a semana com ações que vão desde a distribuição de folderes por Agentes Comunitárias de Saúde nas visitas domiciliares, entrega de cartazes nas escolas e sensibilização dos profissionais da área da educação sobre o tema até orientação nas redes sociais e imprensa. A Semana de Mobilização para o Controle do Aedes Aegypti segue orientação do Ministério da Saúde e da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE), do governo do Estado, para prevenção contra as doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti que são a dengue, zika e a chikungunya.

Segundo a enfermeira responsável pela Vigilância Epidemiológica e Imunização da Secretaria de Saúde de Corupá Dayana Mahs de Freitas, as ações deSemana de Mobilização para o Controle do Aedes Aegypt iniciaram na segunda-feira e segue até sexta-feira (30) com o com Dia D. “Realizamos as ações ao longo do ano sendo um programa contínuo. Mas agora com esse período de chuvas e chegada do verão, a orientação é intensificar ainda mais as orientações  junto da comunidade para o combate ao mosquito transmissor da dengue e outras doenças ”, acrescenta.

De acordo com dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE) do governo do Estado, no período de 31 de dezembro de 2017 a 17 de novembro de 2018, foram identificados 14.014 focos do mosquito Aedes aegypti em 159 municípios catarinenses. Comparado ao mesmo período de 2017, quando foram identificados 10.111 focos em 143 municípios, houve um aumento de 38,6%. Também no mesmo período (de 31/12/2017 a 17/11/2018) foram notificados 1.539 casos de dengue em Santa Catarina. Desses, 57 (4%) foram confirmados (todos pelo critério laboratorial), 93 (6%) estão inconclusivos e 1.291 (84%) foram descartados por apresentarem resultado negativo para dengue e 98 (6%) estão sob investigação nos municípios.

Sobre a dengue

A dengue é uma doença infecciosa febril causada por um arbovírus, sendo um dos principais problemas de saúde pública no mundo. É transmitida pela picada da fêmea infectada do mosquito Aedes aegypti. Os sintomas da dengue são: febre, cefaleia, mialgias, dor ao redor dos olhos. Podem ocorrer, também, náuseas, vômitos e manchas vermelhas na pele. Em algumas pessoas, a doença pode evoluir para formas graves, apresentando manifestações hemorrágicas.

Pessoas que estiveram, nos últimos 14 dias, numa cidade com presença do Aedes aegypti ou com transmissão da dengue e apresentarem os sintomas citados devem procurar uma unidade de saúde para avaliação.

Além da dengue, o Aedes aegypti também pode transmitir a zika e a chikungunya. Elas apresentam sinais e sintomas parecidos, mas têm níveis de gravidade diferentes e não há tratamento específico.

Como prevenir a proliferação do mosquito transmissor:

– Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda;

– Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;

– Mantenha lixeiras tampadas;

– Deixe os tanques utilizados para armazenar água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;

– Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água.

– Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;

– Mantenha ralos fechados e desentupidos;

– Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana;

– Retire a água acumulada em lajes;

– Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada;

– Evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito.

Fonte Prefeitura de Corupá – Áurea J. Arendartchuk