Publicidade

Publicidade

Fabrício Queiroz foi preso nesta quinta-feira

Fabrício Queiroz foi preso nesta quinta-feira

Em ação realizada pela Polícia Civil e Ministério Público de São Paulo e do Rio de Janeiro, foi preso em Atibaia no interior de São Paulo, na manhã desta quinta-feira(18), o ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz.

Os mandados foram expedidos pela Justiça do Rio de Janeiro em investigação que apura esquema de “rachadinha” no gabinete do parlamentar na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

Rachadinha é o nome dado a uma manobra em que o funcionário devolve parte do salário ao parlamentar. Segundo o MPRJ (Ministério Público do Rio de Janeiro), servidores da Alerj devolveriam parte dos vencimentos a Flávio enquanto ele era deputado estadual do Rio de Janeiro. 

A Operação Anjo, deflagrada no início da manhã, cumpre ainda outras medidas cautelares autorizadas pela Justiça relacionadas ao inquérito. As medidas incluem busca e apreensão, afastamento da função pública, o comparecimento mensal em Juízo e a proibição de contato com testemunhas.

De acordo com o MPRJ, os outros investigados são o servidor da Alerj Matheus Azeredo Coutinho; os ex-funcionários da casa legislativa Luiza Paes Souza e Alessandra Esteve Marins; e o advogado Luis Gustavo Botto Maia.

A Promotoria identificou que Queiroz recebeu R$ 2 milhões por meio de 483 depósitos de dinheiro em espécie feitos por 13 assessores do parlamentar.

Segundo o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, Queiroz já foi submetido ao exame de corpo de delito e aguarda no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa seu transporte para o Rio de Janeiro onde será ouvido. O delegado informou ainda que a prisão ocorreu sem qualquer problema e houve apreensão de bens, mas não informou o que foi apreendido. 

Fonte: R7